17 de dezembro de 2010

Ninguém

Tic tac ,diz o relógio
A cada segundo que passa
Minuto a minuto , hora a hora
A cada dia que se vai em vão

E qual significado há nisso ?
Experiência e sabedoria alguns diriam
Mais um dia de vida ? ou só um a menos ?
O fato é que o tempo não espera

É o que afinal é o tempo
Se não a criação humana a dar razão
A única coisa sobre a qual não há homem
Que entenda por completo, a vida
Através dele é ditado o ir e vir
Da vida minha , sua e de todo e qualquer ser
Sob o qual o homem ja colocou seu olhar
E mais ainda sua incansável razão

Dias , meses , anos
Através deles planejamos nossa vida
Somos capazes de recordar cada acontecido
Não só da nossa historia mas de toda a humanidade

Triste é quando percebemos: nosso tempo é pouco
Quanto tempo vive um homem ?
Perto de tudo que já foi e vira, é quase nada
E pra muitos pouco é isso  , nada

Pra mim então a questão não é só de tempo
Mas tempo contra tempo , o meu contra o do mundo
Ninguém é lembrado pelo nada
E pra mim é o que sou

Um dia em branco é um dia a menos
Dia a menos não é nada
O nada é que há em meu ser
Se ninguém é lembrado por nada
Prazer

Nenhum comentário:

Postar um comentário