20 de janeiro de 2011

A razão

O silencio que toma agora minha vida
Infestando cada canto de meu mundo
Vem do vazio que agora há em meu coração
Apagando cada sonho que antes lá houvesse
E trocando-os pela mesma palavra de dor

Diz-me então se não é fato verídico
Que não ha dor que possa superar
Para um coração apaixonado
A dor de ver aquilo que antes era seu tudo
Cair por terra, como sonho do qual se acorda

E respondo então caro amigo , há
Mais poderosa ainda que tal dor
É aquela que vem , mesmo sabendo a mentira
Do desejo de viver novamente a ilusão
E então ver-se impedido, pois sabendo a verdade
Passa a ter em si seu próprio inimigo , sua razão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário