21 de junho de 2011

Your Life is a Contradiction

Você pensa que esta no controle da sua vida, mas o quanto de fato é possível controlar do seu futuro? Não importa seus planos, não importa suas idealizações e nem mesmo suas precauções, a vida sempre vai encontrar o jeito de te surpreender e fazer tudo que você  planejou ir por água abaixo, as vezes de uma forma boa, a maioria das vezes de uma forma ruim, e em todas as vezes de uma forma que você não vai possuir nenhum controle sobre o que acontece. Isso te assusta? Negue você ou não, isso te assusta, a sensação de impotência em frente a sua própria, a incapacidade e decidir seu próprio futuro, o homem que não se preocupa com a vida, simplesmente esta morto e não percebeu.

O que define o estado de estar vivo? A respiração, os batimentos cardíacos e o funcionamento dos órgãos do individuo não são mais os fatores determinantes pra determinar o estado de vida ou morte, muitas pessoas, julgadas vivas pela ciência, na realidade já estão mortas, não do modo que geralmente utilizamos essa expressão, mas de um jeito diferente, um jeito ainda pior, são verdadeiros mortos-vivos, diferentes daqueles dos filmes de terror..

O individuo que vê seus sonhos despedaçados, que descobre que tudo aquilo que acreditava não passava de ilusão, que perde o motivo que o fazia levantar de manha e encarar vida ou que simplesmente nunca encontrou tal motivo, este individuo esta morto, de um jeito completamente diferente do casual, muito mais doloroso e do qual poucos se dão conta ou buscam fazer algo a respeito.

Mas a dor que este estado causa não é a única coisa que difere este estado do estado de morte ao qual geralmente nos referimos, quem está morto, está morto, não há o que fazer em relação a isso, mas estes mortos-vivos dos quais estou falando ainda possuem uma esperança, a descoberta de um novo motivo pelo qual viver, ou a redescoberta de um velho antigo, e, seja lá qual for, dificilmente isso acontecerá sem que essa pessoa receba algum tipo de ajuda, possua alguém com quem possa conversar, alguém que lhe ofereça o apoio que já não encontra em si.

Disseram-me esses dias que eu iria começar a pirar de tanto ficar sem fazer nada, mas eu tenho certeza que não vou, já estou pirado, a ansiedade pelo que vira pela frente me toma completamente a todo instante, e o medo já me faz cambalear entre o estado de vivo e morto-vivo, muitas vezes não encontro um motivo pra continuar com tudo isso, mas no fundo sinto que devo seguir em frente. Estou cansado. Cansado de nada levar a lugar nenhum, cansado de tantas discussões sem sentido onde nenhum dos lados tem anda há ganhar e tudo que resta é o tempo perdido, cansado de falar para ninguém ouvir, cansado de tudo, mas apesar do cansaço eu sigo aqui, onde vou estar daqui a 6 meses ou 1 ano eu não sei, mas espero que eu possa chegar a algum lugar.

E vocês, estão mesmo vivos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário