17 de junho de 2012

Top 15 Legião + Interpretações

Boa noite manolos, estou eu aqui nessa madrugada de sábado meio sem ter o que fazer e resolvi fazer uma postagem aqui. Só pra constar, o curta vai atrasar, problemas técnicos. Mas enfim, lembram que no post passado disse que uma hora ainda fazia uma lista das minhas músicas favoritas da legião? Bem, eu estou um pouco entediado, então vamos fazer uma lista \m/. São 15 músicas, porque eu amo legião e escolher 5 ou 10 seria muito doloroso pra mim. Vou ir explicando uma por uma o porque de eu gostar delas, minha relação com elas, interpretações das mesmas e vídeos pra vocês ouvirem. No final do post coloco um link pra download. Só vou fazer uma pequena observação antes, mas não se preocupem, apenas reflexões sobre mim mesmo que gostaria de compartilhar, são três parágrafos, quem quiser pula direto pra lista xD


Hoje eu já comi 2 barras e meia de chocolate. Isso é chocolate pra caralho. Normalmente eu digo que há 3 sinais bem perceptíveis pra mim identificar que há algo me incomodando e não estou bem : meu quarto fica uma zona, pois fico sem ânimo pra arrumá-lo, eu fico quieto e recluso e meu consumo de chocolate sobe pra níveis elevados.

Meu quarto está uma zona, mas isso é porque estava na maior correria nos últimos dias e agora estou com preguiça de limpá-lo, não sei se isso pode ser considerado. Eu estou quieto e recluso, porque, bem, quase não estou tendo aulas, sexta não tive, agora vem final de semana, e semana que vem também não tenho, então fica meio difícil eu estar interagindo com as pessoas, então não sei se devo considerar isso também. Mas meu consumo de chocolate é inquestionável.

Devo ser a pior pessoa do mundo em identificar o que estou sentido. Normalmente me preocupo tanto em não transparecer o que sinto que acabo nem sabendo exatamente o que estou sentindo exatamente. Seja quando eu estou triste, quando há algo me incomodando, meus sentimentos em relação as outras pessoas, é muito difícil identificar o que de fato está se passando comigo. Acho que o único sentimento que de fato consigo identificar com clareza é o de estar puto, porque,bem, todo mundo sabe como é estar puto, não da pra confundir com nada. Mas enfim, se há algo me incomodando, acho que preciso descobrir primeiro o que exatamente está me preocupando, isso se de fato há algo me incomodando, porque sempre há a possibilidade de eu estar em alguma especie de compulsão maluca por chocolate (who knows?), mas enfim, vamos direto à lista xD

 15 - Depois do Começo

Bem, direto do CD "Que País é Este", essa música é um B-Side com ritmo Ska que eu gosto pra caramba da Legião. Segundo o próprio renato a interpretação dessa música depende muito de quem está interpretando, é algo bem aberto. Pelo menos na minha interpretação, encaro essa música como falando dos padrões e contradições da nossa sociedade, um belo questionamento. Será por isso que o próprio Renato considerava ela pretensiosa? Enfim, de qualquer jeito, eu gosto dela.

14 - Eu era um lobisomem juvenil

Outra B-Side, agora do "Quatro Estações". Pra quem leu minha reflexão anterior e a dificuldade que encontro em me entender e compreender, apesar de estar sempre tentando faze-lo, não preciso nem explicar o porque de uma música que fala de confusões internas, idealizações e conflitos está entre as minhas favoritas. Só destaco um trecho da música, meu favorito, "Se o mundo é mesmo parecido com o que vejo, prefiro acreditar no mundo do meu jeito".

13 - Perdidos no Espaço

Essa música sinceramente não sei porque gosto tanto ou qual a interpretação exata. Pra mim ela parece falar de problemas em relacionamentos, o que é algo com o qual me identifico muito, levando em conta que problemas em relacionamentos é tudo que vivenciei em relação a relacionamentos. Gosto muito da referencia a Space Invaders que é feita ao mesmo tempo que compara o jogar Space Invaders a investir em um relacionamento problemático : "E era como se jogassem Space Invaders, perdendo mais dinheiro de muitas maneiras".

12 - O mundo anda tão complicado

Não vou ficar viajando pra falar dessa música. Ela é fofa, bonita e ponto final. Não preciso de outros motivos pra gostar dela. O refrão é lindo e fala simplesmente sobre a rotina de um casal feliz. Também tenho coração, não gosto só de músicas tristes e instrospectívas u.u

11 -  Geração Coca-Cola

Há, essa música foi a primeira da Legião que me lembro de ter ouvido. Valor sentimental sabe ? s2 A crítica à nossa cultura de super valorização ao que vem de fora, o típico complexo de vira-latas do brasileiro sabe? Pra mim a letra dessa música é ótima, e o ritmo com uma pegada mais acelerada então... Não que eu não goste dos "Enlatados dos USA", MUITÍSSIMO PELO CONTRÁRIO, EU AMO, mas essa música é um clássico que eu amo também.

10 - Baader-Meinhof Blues

Essa música é incrível. Tédio, cotidiano, vazio, governo, justiça e banalização do caos, violência e etc, que nos acostumamos a ver na TV e nas ruas. O título remete a lideres de uma organização terrorista. Preciso falar mais alguma coisa?

09 - Dezesseis

Bem, que o Renato Russo gostava de fazer músicas contando histórias não é novidade pra ninguém. Eduardo e Mônica, Faroeste Caboclo, Clarisse, O Mundo Anda Tão Complicado, enfim... Essa é outra delas, e a história que ela conta é uma das minhas favoritas. É do último CD preparado pela banda antes da morte do Renato. Depois dele ainda teve o "Uma outra estação", que recolheu músicas não lançadas. Mas enfim, já podemos notar um tom mais pesado que é característico de todo o CD "A tempestade" nessa música. Conta a história de um rapaz admirado pelas pessoas que morre em um "acidente" de carro após ter seu coração partido. É uma música triste, mas linda.

08 - Andrea Dória

Sonhos, desilusão, esperança, vontade de mudar as coisas. Já passei por todas as sensações em minha vida, sei como é querer algo, se desiludir mas manter a esperança, ter a noção de que é preciso seguir em frente. Quem nunca passou por essas coisas? Meu sorriso de hoje é bem diferente do que tinha a anos atrás.

07 - Marcianos Invadem a Terra
Também uma das primeiras da legião das quais me lembro de ter ouvido. Meu irmão tinha uma fita do "Uma Outra Estação", e lembro bem dela. Não sei se estou correto em minha interpretação dessa música, mas de qualquer maneira eu amo ela. O começo descreve uma vida bem estilo Sexo, Drogas e Rock N Roll, mas depois parte pro que eu acho que seja o foco da música, a mídia. No caso, uma parte especifica da mídia, a indústria fonográfica, em sua incessante busca por artistas, artistas que representem as mais diversas ideologias, para "inflar seus egos com ar" e então fazer de suas músicas um objeto vazio de seu contexto histórico, usado apenas para obter lucro através desse público que se reconhece ali, na imagem vazia que é mantida. Essa imagem é vazia justamente por não representar ou ter mais influência das pessoas que escutam aquilo, mas do interesse desse grupo de empresários, produtores e etc... que guiam essa indústria. "Ora se você quiser se divertir, invente suas próprias canções". (Valeu Coutinho, suas aulas me ajudaram muito a botar no papel minha visão sobre a música XD)

06 - La Nuova Gioventú

Fins de relacionamento. Acho que são todos iguais no fim das contas não é? A letra é bem explicita, não preciso viajar. XD

05 - Teatro dos Vampiros

Essa música é, basicamente, sobre o mundo em que vivemos, em uma crítica. Esse mundo de excessos, prazeres, onde buscamos sempre mais, mais e mais, dinheiro, prazer, diversão e etc..., e onde nos esquecemos de muitas pequenas coisas em meio a toda a correria e caos que se impõe diante de nós, um mundo onde nem conseguimos entender a nós próprios direito. Bem, preciso comentar porque ela é a quinta música no meu Top 15?

04 - Tempo Perdido
]
Essa música fala da rotina de um casal em meio a todos os problemas inerentes à vida a dois. É uma música que eu acho um pouco melancólica, ao mesmo tempo que traz uma carga de reconforto e esperança. Eu gosto muito dela, é uma música bonita, me faz sentir bem.

03 - Vamos Fazer Um Filme

 Começa o Top 3, e se você achou que já falei demais, senta que lá vem história. Essa daqui vai ser bem longa, tem um valor sentimental gigantesco pra mim essa música, e preciso explicá-la bem. Eu sempre me senti muito sozinho, e era. Fui um garoto de poquíssimos amigos, e os amigos que tinha só via na escola. Minha mãe sempre foi super protetora e nas férias eu ficava num isolamento total. Já me senti diversas vezes deprimido, o auge disso foi aos meus 15 anos. Não suportava mais aquela rotina, aqueles rostos que me faziam sentir-me sozinho por mais que houvessem pessoas ao meu redor. Cheguei a cogitar deixar de ir pra escola, estava em desespero. Fiz com que meus pais me mudassem de horário na escola. Quebrar aquela rotina que me sufocava. Deu certo.

Quando mudei do período da tarde pra manhã me deparei com pessoas novas, rostos novos, e aquilo tudo pra mim era muito mais acolhedor do que os antigos em que não sentia esse acolhimento. Pela primeira vez me sentia parte de um grupo, parte de um coletivo, não sentia mais como se eu estivesse completamente sozinho. Foi nessa época que essa música passou a ganhar destaque pra mim. "O sistema é mal, mas minha turma é legal" define bem o que eu sentia. E bem, foi nessa mesma época que conheci a pessoa que mais me trouxe conforto aos meus dias por um longo período de tempo.

Sempre tive grandes dificuldades em meu setor sentimental. Insegurança, incertezas sobre meus sentimentos. Vocês já devem ter notado o quanto eu não consigo identificar o que sinto, bem, no quesito sentimental, pode elevar isso ao quadrado. Uma das coisas mais difíceis pra mim é saber que estou gostando e admitir isso pra mim mesmo então... Tenho muito medo de me machucar e machucar as outras pessoas.  Gato escaldado tem medo de água fria, sabem como é né? E mesmo quando estou de fato gostando de alguém e admito isso pra mim mesmo (o que já bastante difícil) não costumo saber o que fazer, fico perdido. Isso sem falar que sou extremamente piegas, brega e o que for em relação a isso. Ainda sou uma daquelas pessoas que acredita no amor verdadeiro, encontrar alguem pra ficar junto o resto da vida, relacionamentos sérios, fidelidade e etc... (Nem preciso comentar o quanto me fodo por isso né?) Enfim, aqui fica o refrão da música que até deu título a um CD ao vivo da Legião "E hoje em dia, como é que se diz eu te amo?"

Enfim, até conhecer essa pessoa, a única pessoa de quem eu havia gostado tinha sido na sexta série, e aquela situação me fez sentir péssimo. Fui um grande objeto de gozações, eu era gordo, cheio de espinhas e meu cabelo nunca teve um penteado muito bacana. Mesmo não me abrindo ou dizendo gostar da pessoa, amigos dela viviam gozando de mim. Todos já tiveram ao menos uma pessoa, aquela pessoa em que você volta pra casa depois da aula correndo pra falar no MSN com ela, que você larga tudo que está fazendo apenas pra falar com ela e as vezes só esperar o que ela tem a dizer, aquela pessoa que te faz sentir bem, independente de quantos problemas você tem, que por mais que você esteja na merda, você se preocupa mais com ela do que com tudo.

Enfim, hoje nem falo mais com ela. Após 1 ano e meio que nós tínhamos nos conhecido tivemos um breve relacionamento. Foi meu primeiro beijo, o mais próximo que já estive de ter alguém comigo de fato, que estivesse ali pra mim assim como eu estivesse lá pra ela. Não terminamos bem e hoje somos meros estranhos. Mas isso não importa, tudo isso já passou e estou muito bem hoje. Foda-se isso tudo, não gosto de lembrar disso tudo. Mas pra fazer uma postagem de qualidade eu não poderia simplesmente ignorar isso ao falar da minha relação com a música. Escutem a música e relacionem tudo. Não sou masoquista o suficiente pra ficar me torturando ligando ponto a ponto de porque me identifico com a música. E se não bastassem as minhas ligações pessoais com a música, hoje em dia ainda faço Comunicação Social, pretendo fazer a habilitação de Radio e TV e adivinhem qual a coisa que mais gosto de fazer e pretendo trabalhar com? Se respondeu fazer filmes, acertou. No momento só faço um curtazinho ou outro pra faculdade, mas enfim...

02 - Metal Contra as Nuvens

Medievalismo, valores pessoais, independência, metáforas, analogias, críticas ao governo (Collor) e à passividade, com um final esperançoso,. Umas das músicas com instrumental mais bem trabalhados da Legião. Variações de rítmicas constantes, a música mais longa que eles já gravaram. Essa música é uma verdadeira obra prima. Não vou analisá-la parte a parte, porque ela tem 11 minutos e já são 4:19 da manhã. Mas essa música não poderia ocupar menos do que meu segundo lugar.

01 - Quase Sem Querer

Estar apaixonado é a melhor e a pior sensação do mundo ao mesmo tempo. Todos vocês devem me entender quando digo isso. Não sei se pelo ritmo tranquilo, pela maneira como ela me faz sentir bem ou me conforta, mas eu sempre tive um carinho especial por essa música. Talvez pela maneira como eu me identifico com as situações que ela descreve. A maneira confusa como me relaciono com meus sentimentos, minha dificuldade em identificá-los e minha busca incessante por me entender ("E queria sempre achar explicação pro que eu sentia, como um anjo caído, fiz questão de esquecer que mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira").

O modo como sempre busquei provar a mim mesmo e pros outros que eu não tinha nada a provar, que eu dava conta do recado, que não precisam se preocupar comigo, até hoje sigo lutando pra que ninguém se preocupe comigo, por isso sempre busco esconder meus sentimentos onde ninguém possa vê-los ("Quantas chances desperdicei quando o que eu mais queria era provar pra todo mundo que eu não precisava provar nada pra ninguém"). Mas acho que o principal com qual me identifico nessa música é a dificuldade de identificar quando estou gostando de alguém, o medo de ver a pessoa magoada e a maneira como me incomoda ver as pessoas de quem gosto tristes ("Me disseram que você estava chorando e foi então que eu percebi como lhe quero tanto"). Alem da maneira como simplesmente não sei o que fazer e acabo usando apenas de clichês, frases feitas ou falar coisas idiotas quando estou gostando de alguem, essa falta de ação toda (Sei que as vezes uso palavras repetidas, mas quais são as palavras que nunca são ditas).

Enfim manolos, esse é o post. Espero sinceramente que todos gostem, acho que de todos os posts que já fiz nesse blog, esse é aquele em que mais me expus. Da pra entender o porque da Legião ser a minha banda favorita pela maneira que eu me identifico com as músicas e como elas sempre fizeram parte da minha vida e me acompanharam até aqui. Você lendo isso tudo você provavelmente vai conseguir dizer mais sobre mim do que muita gente que conheço a muito tempo (ta, eu sei, aja saco, escrevi uma bíblia aqui, mas enfim...). Quem sabe você até não consiga dizer mais de mim do que eu mesmo, já que tenho tanta dificuldade com isso né? Enfim, como prometi, aqui um link de download com todas as músicas que postei pra quem quiser ouvi-las. Valeu manolos, até a próxima, e estou sem previsão de quando sai o curta agora...

Download das músicas :
http://www.4shared.com/rar/foLXGb9b/Legio_Urbana__Seleo_Milton_Lop.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário